top of page
  • Foto do escritorLucas Linux

Sistema de Arquivos - Linux

Um sistema de arquivos é um conjunto de estruturas lógicas que permite o sistema operacional controlar o acesso a um dispositivo de armazenamento como disco rígido, pen drive, cd-room, etc. Diferentes sistemas operacionais podem usar diferentes sistemas de arquivos.


Atualmente, o NTFS (New Technology File System) é o sistema de arquivos padrão do Windows, enquanto o ext4 é o do Linux.


Por padrão, caso não se sinta seguro ou não tenha “necessidades especiais” para manter um sistema com características robustas para grandes volumes de dados e com baixo risco de falhas, atualmente, use o sistema de arquivos Ext4. O Ext4 é o sistema de arquivos adotado por padrão na maioria das distribuições do Linux. Ele é uma versão melhorada dos antigos sistemas de arquivos Ext3/2. Não é o mais avançado sistema de arquivos existente, mas ele é sólido e estável!


LINUX

No Linux, um diretório (corresponde ao conceito de pasta do Windows) pode ter outros diretórios ou arquivos. Dizemos que um diretório é filho de outro diretório quando ele está logo abaixo do diretório em questão. O diretório que está um nível acima é chamado de diretório pai.


O diretório raiz do Linux (ou diretório /) é o diretório com maior hierarquia entre todos os diretórios do sistema. Isto significa que todos os diretórios do Linux ficam abaixo deste diretório. A seguir são apresentados exemplos de diretórios que normalmente ficam abaixo do diretório raiz.

  • bin – diretório com os comandos disponíveis para os usuários comuns (não privilegiados).

  • boot – diretório com os arquivos estáticos do boot de inicialização.

  • dev – diretório com as definições dos dispositivos de entrada/saída.

  • etc – diretório com os arquivos de configuração do sistema.

  • home – diretório que armazena os diretórios dos usuários do sistema.

  • lib – diretório com as bibliotecas e módulos (carregáveis) do sistema.

  • lost+found – é usado pelo fsck para armazenar arquivos/diretórios/devices corrompidos.

  • media – ponto de montagem temporário para mídias removíveis.

  • mnt – ponto de montagem temporário para sistemas de arquivos.

  • opt – softwares adicionados pelos usuários.

  • proc – diretório com informações sobre os processos do sistema.

  • root – diretório home do root.

  • run – armazena arquivos temporários da inicialização do sistema.

  • sbin – diretório com os aplicativos usados na administração do sistema.

  • snap – diretório com pacotes snaps (podem ser executados em diferentes distribuições Linux).

  • srv – dados para serviços providos pelo sistema.

  • sys – contém informações sobre  devices, drivers e características do kernel.

  • tmp – diretório com arquivos temporários.

  • usr – diretório com aplicativos e arquivos utilizados pelos usuários como, por exemplo, o sistema de janelas X, jogos, bibliotecas compartilhadas, programas de usuários e de administração, etc.

  • var – diretório com arquivos de dados variáveis (spool, logs, etc).


Para ver os diretórios e arquivos que ficam abaixo do diretório /, basta usar o comando ls.

ls /



Não esqueça de seguir o Canal do Youtube e o Facebook LUCAS LINUX

Commenti


bottom of page