top of page
  • Foto do escritorLucas Linux

Como criar um Pendrive bootável no Linux e no Windows



Em informática, boot é o termo em inglês para o processo de arranque ou inicialização do computador durante o carregamento do sistema operacional quando a máquina é ligada.


Um dispositivo de iniciação é qualquer dispositivo que deve ser iniciado antes da carga do sistema operacional. Isto inclui os dispositivos de entrada como o teclado , dispositivos de saída como o Monitor, e os dispositivos de armazenamento como drive de disquete, disco rígido, CD-ROM, etc. Um caso especial de dispositivo de iniciação são os que podem carregar o sistema operacional (Em antigas máquinas PC, o drive de disquete e o disco rígido).


Em uma BIOS moderna, o usuário pode selecionar vários dispositivos para fazer a iniciação, por exemplo disquete, Superdisk, Disco Rígido, SCSI, Cdrom, Zip drive, ou USB (USB-FDD, USB-ZIP, USB-CDROM, USB-HDD).


Por exemplo, podemos instalar o Microsoft Windows no primeiro disco rígido e o Linux no segundo. Alterando os parâmetros da BIOS, podemos indicar em qual dispositivo está o sistema operacional a carregar

A solução para o paradoxo está na utilização de um pequeno e especial programa, chamado sistema de iniciação, carregador, boot loader ou bootstrap. Este programa não tem a completa funcionalidade de um sistema operacional, mas é especialmente construído para que seja capaz de carregar um outro programa para permitir a iniciação do sistema operacional.


Um "Pendrive Bootável", termo usado em informática, é um pendrive que foi transformado em mídia de instalação do sistema. A maioria das distribuições já permite rodar o sistema em "live USB", isto é, você pode acessar e rodar o sistema a partir do pendrive (com algumas limitações), mesmo antes de instalar ele.



Se você estiver usando Linux, normalmente já vem instalado por padrão um gerenciador que prepara seu pendrive para se tornar um "Pendrive Bootável"


Por exemplo, você pode pesquiser por: "USB", "PENDRIVE", "IMAGEM", "DISK", "DISCO", etc... que dependendo da sua versão de Linux, irá aparecer um gerenciador.

Vou mostrar 2 exemplos no LINUX MINT e UBUNTU, mas creio que nas outras versões não deve mudar muito


 

NO LINUX MINT

Ao abrir, pesquise por uma ISO (sistema operacional) que você tenha baixado, depois selecione o dispositivo que quer tornar um "Pendrive Bootável"


 

NO UBUNTU

Ao abrir, pesquise por uma ISO (sistema operacional) que você tenha baixado, depois selecione o dispositivo que quer tornar um "Pendrive Bootável"



 

Caso esteja utilizando o WINDOWS, tenho duas sugestões de aplicativos que funcionam para tornar um "Pendrive Bootável"


Os 2 tem um funcionamento parecido, interface similar. Não somente eles mas caso queira utilizar outro programa, a ideia provavelmente será a mesma.



RESUMINDO O USO DELES

  • Carregue uma imagem ISO (sistema operacional)

  • Selecione o Dispositivo que irá receber

  • Clique em Iniciar/criar



RUFUS


 

YUMI


 

Feito a instalação do seu "Pendrive Bootável", basta você reiniciar seu computador e dar o boot pelo pendrive





Não esqueça de seguir o Canal do Youtube e o Facebook LUCAS LINUX

Comentarios


bottom of page